Arte como registro, registro como arte: performances na Pinacoteca de São Paulo

0 Flares 0 Flares ×

A Pinacoteca do Estado de São Paulo apresenta a exposição Arte como registro, registro como arte: performances na Pinacoteca de São Paulo, com cerca de 60 fotografias (preto e branco e em cores), documentos, publicações, cartazes e vídeos de performances realizadas na Pinacoteca, da segunda metade da década de 1970 até meados dos anos 1980, por artistas estrangeiros e brasileiros como José Roberto Aguilar, Ivald Granato, Theo Werneck, entre outros. Com curadoria de Ana Paula Nascimento, do Núcleo de Pesquisa e Critica em História da Arte, e Gabriel Moore, do Centro de Documentação e Memória, ambos da Pinacoteca do Estado.

A partir da metade da década de 1970 até meados dos anos 1980, a Pinacoteca do Estado desempenhou um importante papel para a produção artística brasileira contemporânea daquele período. O museu abriu espaço para artistas que desenvolviam experimentações com meios tecnológicos de produção e reprodução de imagens como arte xerox, instalações, videoarte e performances. Tal período foi marcado por diversas apresentações de artistas nacionais e internacionais, fundamentais para a história da performance no Brasil.  “Esta mostra situa a atuação da Pinacoteca como um local aberto para experimentações de vanguarda em geral (performances, instalações, ambientações, sessões de filmes em Super-8, curso e exposições de xerografia, apresentações musicais e de teatro etc.). Isso foi possível principalmente pela atuação dos diretores no período e pelo diálogo mais direto então existente com os artistas de diferentes áreas. Tais fatores inserem a Pinacoteca em uma rede maior de eventos que aconteciam na cidade de São Paulo no período, especialmente na primeira metade da década de 1980, podendo contribuir para novas interpretações sobre o histórico institucional, além de tornar público uma série de trabalhos pouco conhecidos”, afirma a curadora Ana Paula Nascimento.

Na exposição, o público terá acesso a uma cronologia que situa a Pinacoteca do Estado no contexto artístico da época, poderá ver cartazes, convites e vídeos de performances que aconteceram na Pinacoteca e em outras instituições localizadas na cidade de São Paulo. Entre eles estão: Per 4 – Per concerto: concerto para piano de cauda, de José Roberto Aguilar, 1980, Meu romance com Andy Warhol de Ivald Granato,1980, e Videocriaturas  de Otávio Donasci, 1986. Além desses, também serão exibidas entrevistas com Gretta Sarfatti, Genilson Soares, Gabriel Borba, Celina Mitie Fujii, artistas que também realizaram performances nos anos 1970 e 1980.

Abertura dia 16 de julho, sábado, a partir das 11h.
Em cartaz até o dia 25 de setembro de 2011.
http://www.pinacoteca.org.br

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

Deixe uma resposta