O grito: espetáculo de dança flerta com o expressionismo e a suspensão corporal

0 Flares 0 Flares ×

Foto: Divulgação / Gal Oppido

12301740_1824096464483857_2071968014493198791_n
Em Outubro escrevemos AQUI no FRRRKguys sobre o trabalho de pesquisa com suspensão corporal que foi realizado pelos bailarinos Marcos Abranches e Alessandra BonoVox. Agora escrevemos para contar que na próxima terça-feira (01), a dupla se apresenta ao vivo em São Paulo e vai ter dança, inspirada pelo expressionismo e com suspensão corporal.

Inspirado em “O Grito”, de Edvard Munch, o dançarino Marcos Abranches apresenta a primeira leitura coreográfica desta tela. Composta por uma figura andrógina, de frente ao seu observador, esta pintura pode ser “lida” como a narrativa da mais pura expressão de angústia e desespero gerados pela modernidade do final do século XIX e início do XX. É considerada uma das obras mais importantes do movimento expressionista.

12311237_1824119197814917_1528851567320092458_n

O Grito” de Marcos Abranches, além de dialogar com Munch, lança em cena elementos estéticos do cinema expressionista. O cenário, iluminação e figurinos de “O Grito” remetem a filmes como “Nosferatu” (Friedrich Murnau e releitura de Werner Herzog) e “O Gabinete do Dr. Caligari”, de Robert Weine. Em meio a essas referências, Marcos permeia a narrativa de “O Grito” com elementos de sua própria biografia e deixa inquietante a pergunta: QUAL É O SEU GRITO?


FICHA TÉCNICA:
Direção e Intérprete criador: Marcos Abranches;
Intérprete: Alê Bono Vox;
Pesquisa e Criação: Marcos Abranches, Denis Abranches e Alfredo Nora;
Composição, arranjo e produção musical: Denis Abranches;
Concepção de cenário e iluminação: Marcos Abranches;
Edição de vídeo-cenário: Denis Abranches
Artista plástico convidado: Osvaldo Gabrieli;
Músico convidado: André Zeronian;
Suspensão corporal: Luciano Iritsu;
Produção: Cia. Vidança-SP;
Fotos: Gal Oppido, Rafael Avancini e Osvaldo Gabrieli;
Colaboração: Lucia Helena Hikake.

SERVIÇO
O Grito no Teatro Sérgio Cardoso
Av. Rui Barbosa, 153 – São Paulo
01 de Dezembro de 2015 às 20:00
Duração: 60 minutos
R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

1 thought on “O grito: espetáculo de dança flerta com o expressionismo e a suspensão corporal”

  1. Olá, Thiago. Gratidão pela participação na peça! Foi lindo. O texto acima, a partir do paragrafo “Inspirado em “O Grito”, de Edvard Munch, o dançarino Marcos Abranches apresenta a primeira leitura coreográfica desta tela. Composta por uma figura andrógina, de frente ao seu observador (…)” retirado da sinopse do teatro Sergio Cardoso, é de minha autoria.
    Até a próxima!!!
    Grande abraço!

Deixe uma resposta