Jovens iranianos são presos sob o pretexto de “satanismo”

0 Flares 0 Flares ×
Foto: reprodução/Iran HRM

No dia 15 de Novembro de 2019 o website Iran HRM – Human Rights Monitor noticiou que jovens iranianos foram presos sob o pretexto de “satanismo”. As modificações corporais – tatuagens e body piercings – foram usadas como sustentação dessa teoria. Importante somar na discussão e reflexão que no Irã a homossexualidade é punida com pena de morte por enforcamento, para que tenhamos noção dos níveis de violações dos direitos humanos que estamos tratando.

Uma autoridade judiciária iraniana informou na quinta-feira, 14 de Novembro, que a polícia prendeu 135 jovens homens e mulheres “cuja aparência se assemelhava a adoradores do diabo” em uma festa de gênero misto nos subúrbios da capital Teerã, capital do Irã. Segundo a agência de notícias estatal Tasnim News Agency, a festa foi realizada na cidade de Damavand, a oeste de Teerã.

O promotor da cidade de Damavand citou que “as 135 meninas e meninos” que foram presos em uma festa em um galpão industrial usavam “símbolos de adoração ao diabo”.

Os jovens possuíam drogas, facas e lâminas que alteram a mente e “cometeram outras atividades ilegais, como fazer tatuagens”, disse ele e acrescentou que alguns deles estão detidos e outros foram libertados após fornecer as garantias necessárias. No Irã as tatuagens são entendidas como automutilação e sinal de adoração do demônio, ou seja, é uma prática ilegal conforme escrevemos AQUI no FRRRKguys. Existe também uma tensão que relaciona a prática como uma afronta às tradições islâmicas.

O regime iraniano interfere nos aspectos mais particulares da vida dos iranianos comuns, que abarca inclusive alguns tipos de corte de cabelo, podendo causar sérios problemas e punições. Eles consideram certos tipos de roupas, que tenha símbolos góticos, por exemplo, bem como modificação corporal, rap, rock e música do Metallica como sinais de “satanismo”.

Violando a privacidade dos cidadãos iranianos, o regime iraniano invade sistematicamente as festas privadas, prendendo e às vezes açoitando os cidadãos sob o pretexto de conduta imprópria ou de participarem de festas de gênero misto, isto, de homens e mulheres.

Antes do episódio aqui tratado, as forças de segurança do Estado invadiram três festas (de gênero misto) na cidade de Sari, no norte, em 29 e 30 de agosto e detiveram 35 rapazes e moças. Antes disso, também em Sari, de acordo com a Fars News Agency outras 52 pessoas foram detidas, sendo 29 homens e 23 mulheres. Em todos os casos a mesma justificativa: aparências extremamente inadequadas.

REFERÊNCIAS

52 People Arrested at Mixed-Gender Party in Northern Iran
https://iran-hrm.com/index.php/2019/08/24/52-people-arrested-at-mixed-gender-party-in-northern-iran/

Iranian Partygoers Arrested under the pretext of “Satanism”
https://iran-hrm.com/index.php/2019/11/15/iranian-partygoers-arrested-under-the-pretext-of-satanism/

Fotógrafo mostra o outro lado do Irã onde jovens fumam, têm tatuagens e mulheres não usam véu
https://www.hypeness.com.br/2015/12/fotografo-retrata-subcultura-no-ira-onde-jovens-fumam-tem-tatuagens-e-mulheres-nao-usam-veu/

Irã proíbe penteados ‘satânicos’ e depilação de sobrancelha masculina
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/05/ira-proibe-penteados-satanicos-e-depilacao-de-sobrancelha-masculina.html

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

1 thought on “Jovens iranianos são presos sob o pretexto de “satanismo””

Os comentários estão fechados.