Nosso adeus ao Zumba…

0 Flares 0 Flares ×
Zumba (1968-2019) colaborou fortemente para visibilidade positiva das pessoas com modificações corporais. Foto: reprodução/Facebook

Houve um tempo em que tatuagens e piercings não eram socialmente aceitáveis. Até pouco tempo atrás, os corpos com modificações corporais eram igualmente tratados pela sociedade de modo hostil e meticulosamente excluídos e separados daquilo que a cultura dominante pregava como sendo normal e aceitável. E é importante ter consciência disso, primeiro para entender que o mundo tem mudado (lentamente, mas tem) e que no passado, muitas pessoas deram a cara para bater (literalmente) para que hoje as coisas fossem como são. Ou no mínimo para que estivessem no fluxo de mudanças que estamos.

Poucas décadas atrás a comunidade da modificação corporal era muito pequena. Era possível enumerar a quantidade de pessoas que tinham as práticas de modificações corporais como estilo de vida e que recusavam se esconder. E no meio dessa pequena turma estava o Zumba. Infelizmente no dia 27 de Setembro recebemos a notícia de seu falecimento depois de um infarte fulminante.

Sobre sublinhar as diferenças como potência de vida. Foto: André Davino

Jose Carlos do Amaral Junior era o seu nome civil, mas ficou popularmente conhecido com Zumba 13 ou apenas Zumba. Nascido em 04 de Abril de 1968 em São Paulo construiu uma história cheia de afetos. Com os seus grandes alargadores nas orelhas, um corpo gordo inteiramente tatuado e uma longa barba, impressionava – para além do bem e do mal – as pessoas por onde passava. Mas era o que estava guardado dentro dele é o que além de impressionar, proporcionava transformação real: uma bonita amálgama entre coração e mente.

Zumba, seu filho e o tempo. Foto: reprodução/Facebook

Zumba era uma pessoa de carisma singular, tinha um discurso eloquente, inteligente e radicalmente envolvente. Ele sabia disso. E foi a mistura entre sua imagem e o seu pensamento que tanto nos influenciou. Tempos atrás, quando existia uma profunda carência de representatividade positiva sobre pessoas modificadas, lá estava ele marcando um território novo. Se hoje existimos enquanto plataforma foi porque lá atrás encontramos pelo caminho pessoas como o Zumba.

Quando o encontramos pessoalmente, a abertura e receptividade era a mesma daquela que víamos apenas nas pequenas telas dos velhos televisores.

Zumba e T. Angel na Convenção Internacional de Tatuagem de São Paulo em 2008. Foto: Jullye Poslednik

Embora tenha sido imensurável sua contribuição para modificação corporal, Zumba atuou a maior parte do tempo nos “bastidores’, no sentido de que não trabalhava fazendo modificações. Em entrevista ao João Gordo, ele contou que dentro dos estúdios trabalhou como faxineiro, lavador de biqueira e recepcionista. Teve uma pequena jornada como body piercer e na suspensão corporal, mas fez sua história administrando o seu estúdio de tatuagem, o Zumba 13 na Vila Olímpia, São Paulo. Inclusive, era profundamente respeitado na indústria da tattoo, pelo seu trabalho, caráter e amor pelos desenhos na pele.

Além disso, Zumba também trabalhou em importantes convenções de tatuagem como mestre de cerimônias. Participou de comerciais, videoclipes como o Diet Paranoia (1993/4) da banda Ratos de Porão, filmes como Encarnação do Demônio (2007) do Zé do Caixão e até reality shows na TV, como o Troca de Famílias exibido em 2018 pela TV Record.

O trabalho social também fez parte da sua trajetória. Vestido de papai noel levava brinquedos para crianças nas favelas e comunidades carentes de São Paulo.

Zumba como papai noel. Foto: reprodução/ Facebook

Pai presente e orgulhoso que dizia que “se tornou um homem melhor do que era depois que surgiu na minha vida o meu filho”. Companheiro apaixonado e declarado vivia casado com Luciana Quirino desde o no 2000. Amigo querido por muita gente para além da comunidade da modificação corporal é uma daquelas pessoas que deixará uma saudade dolorida. Que só será amenizada e reconfortada pela lembrança doce, seja da sua gargalhada estrondosa ou de sua lucidez sincera e honesta.

O seu velório e enterro aconteceu na tarde do dia 27 no Cemitério de Congonhas em São Paulo.

Nós daqui do FRRRKguys deixamos os nossos mais sinceros e profundos agradecimentos ao Zumba. Deixamos também as nossas condolências para todas as pessoas que tiveram – a sorte de ter – as vidas atravessadas por ele. Saudades.

Sua família está com uma vakinha online ativa afim de conseguir levantar fundos para aliviar a situação financeira. Caso possa colaborar, clique no link abaixo:
http://vaka.me/735618

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About FRRRK Guys

Plataforma criada em 2006 que vive, investiga e fomenta a cultura da modificação corporal e diferentes usos do corpo.