Visibilidade: Pessoas trans que movimentam a comunidade da modificação corporal

0 Flares 0 Flares ×
Tatuagem de Amanda Palha. Foto: Reprodução/Facebook

Em 29 de Janeiro no Brasil é o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Segundo o site da Parada do Orgulho LGBTQI de São Paulo, foi no dia 29 de Janeiro de 2004 que 27 travestis e pessoas trans entraram no Congresso Nacional em Brasília para lançar a campanha ‘Travesti e Respeito‘, do Departamento de DST, AIDS e Hepatites do Ministério da Saúde. É considerada a primeira campanha idealizada e organizada por pessoas trans para a promoção do respeito e cidadania dessa população e, por esse motivo, a data foi escolhida.

Foi assim que o mês de janeiro se tornou o mês da visibilidade trans no Brasil e que todo dia 29, desde 2004, ações e movimentações acontecem ao redor do Brasil. No dia 02 de Fevereiro de 2019, na cidade de São Paulo, acontecerá a IV Caminhada pela Paz: Travestis e transexuais, nossas vidas importam.

Uma das grandes lideranças da luta pelas demandas da população trans foi João W. Nery (1950-2018), que disse para o Anistia Internacional Brasil que:



“A visibilidade das pessoas trans não garante nada, mas com certeza uma maior visibilidade desvela as demandas deste segmento e revela quão precária é nossa situação em termos de cidadania. O grade desafio é a aprovação da PL 5002/13 – Lei de Identidade de Gênero ou Lei João W Nery -, que proporcionará a mudança do prenome e do gênero, sem necessitar de cirurgia, hormonização, advogado ou laudo psiquiátrico. “

Nós do FRRRKguys, buscando colaborar com o mês e o dia da visibilidade trans, criamos uma lista de pessoas que vocês precisam conhecer, acompanhar e fortalecer os trabalhos. São pessoas que têm ajudado a movimentar – através de suas existências – a comunidade da modificação corporal, da arte corporal e da suspensão. Focamos o máximo possível nas pessoas brasileiras, no entanto, trouxemos alguns nomes estrangeiros considerando que a comunidade é pequena e existe uma troca muito forte entre pessoas de diferentes partes do mundo.

Nossa grande homenagem ao pluralismo e a diversidade humana. Viva e longa vida para as travestis e pessoas trans! Viva! Longa vida!

Última atualização em: 22 de Janeiro de 2019.

Leandrinha Du Art é uma mulher trans brasileira, escritora e fotógrafa. Feminista com militância pelas pessoas com deficiência e LGBTQI+.

Instagram: https://www.instagram.com/leandrinhadu/

Brandon Bec é um homem trans, tatuador e ilustrador de Manaus. Além da sua relação com as tatuagens, tem experimentado outras técnicas de modificação. Dentre os seus experimentos com o corpo, destaca-se a suspensão corporal.

Instagram: https://www.instagram.com/brandon_bec/

Neon Cunha é uma mulher trans negra e ameríndia. É ativista e trabalha como artista e designer. Em 2016 ela entrou com uma ação judicial para retificação de seu nome e gênero atribuídos no nascimento. Na época, a justiça brasileira exigia o diagnóstico de disforia de gênero, transtorno descrito na Classificação Internacional das Doenças e Transtornos Mentais. Mas Neon afirmou bravamente que não tinha nenhuma disforia e reivindicava as mudanças no documento (sem diagnóstico). Se recusassem sua solicitação ela pedia o direito à morte assistida para o Estado brasileiro. Venceu a ação e colaborou fortemente para que esse processo fosse mudado no Brasil.

Veronica Carol Blades é uma mulher trans, nascida na Polônia e vive na Inglaterra. Trabalha como body piercer e realiza outros procedimentos de modificações corporais. Também tem um histórico com a suspensão.

Instagram: https://www.instagram.com/missxronix

Roland de Oliveira é homem trans, psicólogo junguiano e terapeuta corporal brasileiro, vivendo na Irlanda atualmente.

Instagram: https://www.instagram.com/salvepistoleiro/

Johnny Luiz é um homem trans, straight edge e vegano de São Paulo. Entre suas atividades corporais estão o ciclismo, participa da equipe Velodeath. E ainda o boxe e a musculação.

Instagram: https://www.instagram.com/xjohnnyxvldtx/

Farrah Flawless é uma mulher trans norte-americana que tem atuado muito no campo do Body Positive. É uma das pessoas que colaboraram fortemente para que as barreiras das modificações corporais fossem quebradas. É uma das primeiras pessoas do mundo que pigmentou as escleras dos olhos. Os seus olhos carregam o procedimento mais antigo.

Instagram: https://www.instagram.com/thefarrahfuckingflawless/

Mara Paradox é uma mulher trans norte-americana. Trabalha como performer em sideshows. Sua relação é bastante forte com as chamadas modificações corporais extremas. Tem histórico com a suspensão corporal.

Instagram: https://www.instagram.com/maraparadox

Tiamat Dragon Lady aka. Eva Tiamat Medusa é uma mulher trans norte-americana, positiva, e tem um extenso ativismo dentro da comunidade da modificação corporal. Suas histórias podem ser conhecidas no documentário Modify (2005) e no documentário produzido pela Broadly (2018).

Instagram: https://www.instagram.com/tiamatdragonlady/

Lilly aka. Little Swastika é uma pessoa sem gênero ou não binária da Alemanha, artista que trabalha com tatuagem e outras técnicas de modificações corporais. No campo dos variados usos do corpo, pontuam-se a suspensão e o Kavadi. Tem produzido também no campo de conteúdo adulto com a Dirty Dreaz. Em 2018 anunciou publicamente sua transição de gênero, dizendo que precisava quebrar com seu ego masculino e depois disso viver em liberdade.

Instagram: https://www.instagram.com/little_swastika/

Olivia Leonel é uma mulher trans, brasileira, trabalha com o body piercing desde 2011 e contou parte de sua história na primeira temporada da websérie Sauntering, disponivel no Youtube.

Instagram: https://www.instagram.com/oliviabodypiercer/

Mariê Marques é uma mulher trans, brasileira, tatuadora, youtuber, ativista e miss tattoo. Venceu o Miss Tattoo Place em 2018, sendo a primeira trans a participar e vencer um concurso do tipo no Brasil.

Instagram: https://www.instagram.com/marie.marques/

Jota Mombaça é brasileira, se identifica como bicha não binária, nascida e criada no Nordeste. É pesquisadora, artista e acadêmica, com foco na monstruosidade, humanidade, descolonialismo, estética e política.

Instagram: https://www.instagram.com/monstraerratik/

Lune Carvalho, brasileiro, trans e bissexual. Trabalha com ilustração e tatuagem. Contribuiu fortemente em 2016 com a discussão sobre identidades trans não binárias dentro da tatuagem, ao fundar (com Jesse e Be) o primeiro estúdio só de profissionais trans.

Instagram: www.instagram.com/lunecornio/

Miguel Sena é um homem trans, brasileiro. Trabalha como vendedor e com artes. Tem relação com a suspensão corporal.

Instagram: https://www.instagram.com/_bluscuro/

Benett Mosken é uma pessoa trans não binaria de São Paulo. Trabalha com tatuagem. Contribuiu fortemente em 2016 com a discussão sobre identidades trans não binárias dentro da tatuagem, ao fundar (com Jesse e Lune) o primeiro estúdio só de profissionais trans. –

Instagram: https://www.instagram.com/bemosken/

Bruno Thadeu é um homem trans brasileiro que trabalha como tatuador e dj.

Instagram: https://www.instagram.com/_obruntatuero/

Wallace Gabriel é um homem trans brasileiro, vive no interior de São Paulo e trabalha como body piercer.

Instagram: https://www.instagram.com/__niggapiercer13/

Amanda Palha é travesti, educadora popular, estudante de serviço social e comunista. Foi candidata a Deputada Federal em Pernambuco pelo PCB (Partido Comunista Brasileiro).

Instagram: https://www.facebook.com/amandapalha21

Miguel Francisco é um homem trans brasileiro que trabalha com tatuagem em Minas Gerais. Parte de sua história pode ser vista na primeira temporada da websérie Sauntering, disponivel no Youtube.

Instagram: https://www.instagram.com/miguelfranciscu/

Bruna Kury é uma mulher trans, anarcatransfeminista e artista. Trabalha com performance e zines. Também atua no campo do pósporno e pornoterrorismo. Seu trabalho de performance também explorou o campo da suspensão corporal.

Instagram: https://www.instagram.com/bruna_kury/

Izabelly Heisenberg é uma mulher trans e vive em Belém, Pará. Sua relação com as modificações corporais é forte com a tatuagem e o body piercing.

Instagram: https://www.instagram.com/_sexykiller/

Pêdra Costa se identifica como gênero kuir é uma artista da performance e antropóloga visual. Tem trabalhado com artistas queers internacionalmente. Nascida em Natal, vive na Alemanha.

Instagram: https://www.instagram.com/pedraxcosta/

Levon Torres é um homem trans brasileiro e trabalha como tatuador em Curitiba, Paraná.

Instagram: https://www.instagram.com/levon_otatuador/

Ares Saturno é transexual agênero não-binário com grande paixão pelas modificações corporais. Trabalha escrevendo sobre tecnologia e inovações.

Instagram: https://www.instagram.com/saturne1334/

João Henrique é um homem trans brasileiro, trabalha como produtor audiovisual.

Instagram: https://www.instagram.com/joaohnrq13_

Noam Scapin é uma pessoa trans masculina de Florianópolis, Santa Catarina. Trabalha como body piercer e com circo, especificamente acrobacia aérea e palhaçaria. Participa de uma companhia de circo formada só por pessoas trans, a Cia. Fundo Mundo. Já participou de Freak Show e atualmente está estudando sobre suspensão corporal.

T. Angel é um borrão que se identifica como uma pessoa não binária e é a nossa mãe. Trabalha como artista da performance e profissional da educação. Militante pelos direitos humanos e dos animais. Pesquisa e vive a suspensão corporal desde 2005.

REREFERÊNCIAS

Por que elegemos o dia 29 de Janeiro como o dia da Visibilidade Trans?
http://paradasp.org.br/por-que-elegemos-o-dia-29-de-janeiro-como-o-dia-da-visibilidade-trans/

Dia Nacional de luta pela dignidade para pessoas trans
https://anistia.org.br/29-de-janeiro-um-dia-nacional-de-luta-pela-dignidade-para-pessoas-trans/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About FRRRK Guys