A patética e seletiva censura do Facebook

0 Flares 0 Flares ×

Que cada rede social tem a sua política não é novidade para ninguém, mas o Facebook tem nos colocado para repensar muita coisa. A patética e seletiva censura da respectiva rede é uma delas e não conseguimos comparar com nenhuma outra. Nós já tivemos a nossa fanpage deletada anos atrás com a justificativa de que o conteúdo era ofensivo. Sabemos que no ano passado centenas de grandes fanpages foram canceladas sem ao menos receberem uma justificativa clara. Desrespeito pouco é bobagem.
O que temos percebido é que grande parte do conteúdo deletado pela política do Facebook passa longe de ser ofensivo. Por outro lado, páginas machistas, sexistas, homofóbicas estão soltas pela rede e aos montes.
Na semana passada denunciamos duas vezes uma imagem transfóbica e homofóbica (ver abaixo) e eles retornaram nas duas vezes dizendo que a imagem não era ofensiva. O que é levado em consideração nessa análise nunca vamos saber. O que nos fica claro é que se trata de uma análise vaga, extremamente superficial e nada crítica. Tudo bem rápido e estúpido, como a rede aparente quer que sejamos também.

560182_414346708651691_771499861_n

Clique AQUI para ver a publicação original.

Enquanto isso, imagens sensacionais são deletadas, pessoas são punidas com o bloqueio da conta por dias ou tem o perfil/fanpage excluso. Falando o português claro, são censurados.

Essa semana houve barulho no Facebook por conta dessa onda de censura. O estúdio canadense Custom Tattoo Design publicou a imagem de uma bela tatuagem em uma mulher que havia passado por uma mastectomia por conta de um câncer. A rede social deletou a imagem alegando ser ofensiva por conta de nudez. O estúdio publicou novamente a imagem, denunciando o caso e pedindo o apoio de todos.

“O Facebook continua a remover a postagem por considerá-la ofensiva, em função da nudez. No entanto, nós achamos que essa mulher é forte e corajosa, então vamos publicar a imagem aqui de qualquer forma e pedimos o apoio de vocês. Por favor, curta e compartilhe para mostrar seu apoio a esta e a muitas outras mulheres que já perderam tanto em suas vidas”

Prontamente se tornou um viral, chegando próximo dos 200.000 compartilhamentos. Fora blogs, sites e jornais que falaram sobre o caso.

539475_599928476689079_1608017846_n

Clique AQUI para ver a publicação original.

Ledo engano de quem acha que se trata de um caso isolado.
O renomado fotógrafo Michael  Stokes publicou uma linda imagem do modelo e veterano de guerra Alex Minsky posando desnudo. Aos puritanos um aviso, mesmo sem estar vestido o modelo não exibia suas partes íntimas. Bem, enquanto milhares de pessoas se mostravam encantadas com a beleza da imagem, o Facebook não gostou. A rede deletou a imagem e fez o bloqueio da conta do Michael Stokes por três dias.
Mais uma vez se fez barulho contra a censura. A imagem foi republicada seguida do texto, que entre outras coisas diz, que não se tratava de pornografia e sim arte. Que a imagem poderosa de Alex mostrava que a deficiência física não deveria limitar as pessoas. Que inclusive elas poderiam se tornar modelos sensuais.
Enquanto isso o fotógrafo não consegue publicar mais fotos.

307297_2830263291132_1148656793_n

Clique AQUI para ver a publicação original.

Não questionamos a inteligência do Facebook, mas acreditamos que há muito o que ser revisto e melhorado. Talvez nada mude por enquanto, por outro lado toda essa censura patética e seletiva seja um dos motivos para que as pessoas migrem para outras redes sociais e o Facebook se torne apenas um hit que passou.
O ICQ parecia indispensável, hoje é obsoleto. O MSN seguiu o mesmo caminho, acabou. O Orkut se tornou um grande cemitério eletrônico. Nem o Fotolog resistiu ao tempo.
A ideia aqui não é ser Cassandra, longe disso… Digamos que é uma curta análise de uma rede social que vem se tornando cada vez mais enfadonha.
Lutamos por um mundo – online e offline – em que o corpo – nu ou vestido – seja livre, leve e solto.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

2 thoughts on “A patética e seletiva censura do Facebook

  1. Sensacional!Realmente essa censura imbecilóide patética já atingiu níveis insuportáveis!Tive vários vídeos censurados no Youtube e o direito de postar vídeos de maior duração cancelado!Resultado:cancelei minha conta!

Deixe uma resposta