“Duas sortes por uma vontade, por favor” de Henrique Tomaz na Galeria Traço Livre

0 Flares 0 Flares ×

Fotos por Isabelle Batissaldo.

Como já anunciamos por aqui a Galeria Traço Livre ganhou um novo espaço e para abertura das atividades teremos a exposição “Duas sortes por uma vontade, por favor” do artista paulista Henrique Tomaz, com curadoria de Silvana Viestel e Luciano Iritsu.

Conversamos com o artista durante a montagem da exposição para sabermos um pouco mais sobre ele e também do que vai rolar por lá. Henrique Tomaz, de 21 anos, é músico, redator e artista plástico. Atualmente estuda artes visuais na Escola Panamericana de Artes. Seus trabalhos, quase sempre associados ao estêncil e tendentes à arte urbana, possuem um cunho social, ético e moral expressivo, tais quais os seus princípios pessoais. Vegetariano e ativista pelos direitos da vida, define seu trabalho como um meio de reflexão:“Não faço arte para os olhos, faço para a mente.”
Henrique disse também que pensa em produzir futuramente trabalhos que critiquem a exploração e o abuso animal, seguindo assim com a sua trajetória de arte que também é um protesto.

Outro elemento muito forte e bastante presente na obra de Henrique é a figura da criança, principalmente de africanos. Segundo o artista, a figura da criança sugere um mergulho em nossas essências e, uma vez que seu trabalho provoca uma reflexão do mundo em que vivemos, a presença da criança se faz urgente justamente para meditarmos sobre as múltiplas infâncias que habitam o mundo e principalmente naquelas menos favorecidas.
Quanto o questionamos sobre artistas que o influenciam, eles nos citou Banksy e Portinari, dentre tantos outros aos quais ele se identifica.
Por ser redator e gostar da palavra escrita, o artista usualmente mescla texto com imagem, inclusive na exposição podemos identificar essa boa mistura. A presença da palavra “Rien” nos deixou curiosos, ficamos pensando se havia alguma relação com a palavra francesa que significa “nada”. Estávamos certos, segundo o artista Rien é o codinome que ele utiliza e que realmente vem do francês. A ideia por traz do codinome é a de que ali na tela o artista é um nada.
Falando então da exposição em questão… Inspirado pela diversidade cultural de nossa sociedade, o artista manipula imagens, cores e formas como um convite para que adentremos em seu pensamento. As variedades de técnicas, plataformas e instalações apresentadas criam uma atmosfera intimista que nos permitem, além de partilhar de sua visão, criar nossas próprias reflexões acerca do assunto tratado pelo mesmo.

A exposição inicia-se em 25 de Fevereiro e vai até 22 de Março na Galeria Traço Livre. Imperdível!

Informações:
Galeria Traço Livre
Rua Monte Alegre nº 625 – casa 4 – Perdizes – São Paulo – Brasil.
Telefone: 11 3862.8753

Evento no Faceboook: https://www.facebook.com/events/231896976898741/ 

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

2 thoughts on ““Duas sortes por uma vontade, por favor” de Henrique Tomaz na Galeria Traço Livre

Deixe uma resposta