Erick Lobo – O cara Do Ben

0 Flares 0 Flares ×

Fotos: Felipe Pilotto

Erick Lobo DO BEN by Felipe Pilotto 134

A ideia de montar o Do Ben surgiu primeiramente das influências musicais que Erick Lobo absorveu ainda na infância. Aos domingos, como era dia de faxina na casa, todos levantavam e logo colocavam os vinis pra tocar. Era basicamente música brasileira dos anos 90 para trás. Por acaso um desses discos era de Jorge Ben Jor, o que consequentemente criou a raiz musical do Erick.

Por anos escutou muita música de todos os tipos, até se encontrar atualmente na música brasileira.
Após um carnaval, teve uma ideia de montar um bloco de Jorge Ben Jor. Ideia essa que logo foi modificada com o tempo e a atmosfera que foi criando.

Erick chamou amigos de infância, amigos próximos e novos amigos para formar o grupo. O que desencadeou a particularidade de cada um, a pegada própria de tocar e as ideias foram se unindo. O mais engraçado foi que muitos integrantes já se conheciam de vista, mas se encontraram ali não por acaso.
Assim o conceito de bloco vinha mudando, pois além de terem uma pegada de banda, as harmonias adaptadas do álbum “A tábua de esmeralda“, foram tomando uma forma também deles.

Erick ainda revela que sempre teve banda com quatro, cinco pessoas, lidar com dezesseis integrantes é um dos maiores prazeres e desafios desse trabalho. E diz:

“Muitos deles já tocam em outros projetos e vivem da música, portanto o tempo sempre foi um fator arisco, coisa que também driblamos com o amor pela música, que é o que nos une. A sonoridade é riquíssima e completa. Dos metais as alfaias, das percussões a voz. Todos os elementos parecem ser feitos para estar ali, naquele momento, vibrando juntos. Atualmente temos um ano de banda e fazemos sempre um show diferenciado e de coração, buscando a verdade da nossa identidade. E seja o que o Ben quiser!”

As tatuagens do Erick vieram da época do hardcore, do skate, dessa cultura. Assumir na pele a certeza do prazer de ser quem se é.
Skatista desde 2002 achou justo tatuar as datas junto dos desenhos. Assim como o skate, o microfone também possui o “desde 2004”, ano em que começou a cantar e fazer shows.

Erick tem uma uma tattoo que é  uma frase no peito que diz “O carrinho só me trouxe o bem”. “Chamamos o skate de carrinho” – completa o músico. E mais uma vez, o bem apareceu na sua minha vida.

Big Band Do Ben Show from Pilotto Studio on Vimeo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.