Minas Gerais: Evento em Vespasiano promove encontro com debates sobre modificação corporal e oficina de performance

0 Flares 0 Flares ×

cartaz1

“Assumimos e nos levantamos contra a normatividade e a domesticação da vida. Não somos corpos dóceis. Nós queremos dançar ao som da destruição da normatividade compulsória.”
Manifesto Freak

 

O encontro FREAKções políticas e fruições artísticas busca criar um espaço de diálogos acerca dos corpos e subjetividades não normativas na sociedade, partindo do que tem sido chamado como Teoria Freak ou a Teoria dos Anormais. O evento está programado para acontecer nos dias 20 e 21 de Agosto na cidade de Vespasiano, Minas Gerais.

Dividido em 2 encontros durante o final de semana, a programação do evento é composta por palestras, debates, oficina , performances e mostra de vídeos que buscam criar fricções políticas no imaginário coletivo  do que é e do que pode o corpo na sociedade. Ainda, possibilitando a fruição das artes dos corpos.

Confira abaixo toda programação.

DIA 1 – 20 de Agosto

Horário:
10:30-16:30
Oficina:
Monstruosidades: performance e gênero
Sobre:

A oficina proposta por T. Angel busca criar um espaço coletivo de criação e trocas. Partindo da ideia de que o gênero é uma construção social, o encontro busca refletir e criar fricções sobre como tem sido forjada a performatividade do que se entende por gênero masculino dentro de uma sociedade patriarcal, sexista e machista. As pessoas que participarem da oficina, poderão – se assim desejarem – participar da performance ‘Garotos não choram’ no encerramento do encontro FREAKções políticas e fruições artísticas.

INFORMAÇÕES
– Necessário inscrição | frrrkguys@gmail.com  | Inscrições aceitas até dia 16 de Agosto de 2016.
– 10 vagas
– Não é necessária experiência artística anterior
– Gratuita
– Livre para todos os públicos
Ministrante:
T. Angel
Duração:
6 horas

 

10402023_10152446683274158_4747913310286136921_n(Oficina ministrada por T. Angel na Funarte|SP – Foto: Pri Nunes)

 

 Horário: 17:00-19:00
Mesa de debate 1

Título: Sexualidade, gênero e o corpo modificado

A gente fala sobre a autonomia dos corpos, mas desde que certas pessoas não façam algo em seus corpos. Ou seja, a autonomia vai até determinado limite e até as pessoas que lutam por direitos se limitam em determinado campo.”
Indianara Siqueira, ativista

A mesa pretende trazer uma discussão sobre sexualidade e gênero dentro da comunidade da modificação corporal, partindo da vivência de três distintas pessoas. Cruzando histórias e posteriormente abrindo para um debate coletivo. Em tempos em que as alas mais conservadoras da sociedade tentam silenciar as discussões sobre gênero e sexualidade, em tempos que o Brasil amarga como um dos países que mais mata travestis e transexuais no mundo, com índices alarmantes de crime de ódio da ordem lesbohomofóbica, o encontro busca repensar o espaço e desejo de clausuras os corpos não cis e heterossexuais.
Palestrantes:
Felipe Messias (MG)
Pós graduado em Processos Criativos em Palavra e Imagem, fotógrafo e estudante de artes visuais, trabalha há sete anos com fotografia e investiga, através das nudez, dentre outros temas, as relações que se estabelecem entre nudez, pornografia e arte13689823_1223412511025831_628089849_n

Francine Oliveira (MG)
Tradutora, escritora, DJ e doutoranda em Letras – Estudos literários na UFJF, com pesquisa sobre transfeminilidades na literatura brasileira contemporânea. Tem escrito e estudado sobre questões de gênero e corporalidade há pelo menos 6 anos, procurando associar esse estudo à sua breve experiência com a modificação corporal.

10456288_10152264906883198_1117272475_n
Olívia Leonel (MG)
Trabalha com body piercer há 6 anos, leciona sobre há 2. O curso em que ela minitra aulas está passando por modificações e, à partir de Agosto será ministrado na escola de instrumentação cirúrgica Sintese.

13689844_933347170109382_2105162220_n

Mediação: T. Angel
Duração: 2 horas
Dinâmica: Cada convidado terá 30 minutos de fala. O tempo restante será utilizado para debate.
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
AÇÃO
Horário:
19:30-21:00
Exibição de Singularis
Singularis é uma websérie dividida inicialmente em seis episódios que investigam o universo da modificação corporal e demais usos do corpo.

IMG-20160318-WA0009
Conheça a websérie:
https://www.facebook.com/seriesingularis
 DIA 2 – 21 de Agosto

Horário: 17:00-19:00
Mesa de debate 2

Título: Desumanizações: especismo, racismo e o corpo abjeto

“Entre os humanos, existem os que foram vistos e catalogados como espécies inumanas e primitivas, monstruosidades indignas de viver e consideradas dignas de extermínio.”
Eduardo de Campos Garcia, educador

“Para os animais, todos os humanos são nazistas.”
Isaac Bashevis  Singer, judeu ganhador do prêmio Nobel  de literatura

A mesa pretende trazer uma discussão sobre especismo, racismo e corpo abjeto, partindo da vivência de três distintas pessoas ligadas com as artes e modificação do corpo. Assim, cruzando histórias e posteriormente abrindo para um debate coletivo, o encontro busca repensar o que significa ser humano.
Palestrantes:
Day Lima
(MG)
Belo Horizontina, 24 anos, bacharel em Moda pelo Centro Universitário UNA, mas atualmente trabalha como tatuadora e ilustradora, nas horas vagas se dedica a desenhar mulheres gordas e negras empoderadas, além disso tem um grande apreço por HQs independentes e já publicou algumas curtas histórias juntamente com o coletivo ZiNas ao qual faz parte, publicou também na revista “Risca!” e no revista do projeto “Que diferença faz?“, hoje também se integra ao grupo de colaboradoras do site Lady’s Comics e começou a desenhar sua primeira história em quadrinho que será publicada fora de um trabalho coletivo.

aa2e3319-725d-454d-acd8-c88efeb49865

Marcos Cabelo (MG)
Trabalhando como body piercer nos últimos 12 anos e há 8 como modifier, é o idealizador da Hurt Fest, evento cultural que une música, performances, suspensão corporal e política. Nos últimos anos tem mantido um diálogo próximo com coletivos em prol do veganismo.

11825999_992865847431555_1298737321886580233_n
Marcel Diogo (MG)
Graduado em Pintura e Licenciado em Artes pela UFMG (2006 e 2009). Desenvolve pesquisas em diversos meios, dentre os quais destacam-se sua produção pictórica e projetos curatoriais independentes. Faz parte da iniciativa Centro de Experimentação e Informação de Arte – CEIA e Coletivo de Experiências em Residências e Colaborações Artísticas – CERCA.

13599674_10208755775187225_1772945186_n

 

Mediação: T. Angel
Duração:
2 horas
Dinâmica: Cada convidado terá 30 minutos de fala. O tempo restante será utilizado para debate.
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS

PERFORMANCE
Horário:
20:00-20:40
Título: Garotos não choram

Coletivo da oficina na performance ‘Garotos não choram’

Sinopse:
Não chore. Não sinta. Vira homem. Não toque. Não ouça. Seja macho. Não cozinhe.
Não lave. Não se emocione. Não tenha empatia. Não se coloque no lugar do outro. Não apoie. Seja macho. Isso não é coisa de homem. Não chore. Não console. Não fale. Não. Não. Não. Não. Não viva.

LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS

 

SERVIÇO
FREAKções políticas e fruições artísticas
20 e 21 de Agosto de 2016
CASA DE MÃE – Espaço Cultural Holístico
Praça JK, 51 – Centro – Vespasiano – Minas Gerais
ENTRADA FRANCA

EVENTO NO FACEBOOK
https://www.facebook.com/events/958758857576549/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.