Retratos de Ale Ruaro discutem identidades e gêneros

0 Flares 0 Flares ×

Ale Ruaro retrata a intimidade de uma realidade não acessível ao convívio usual, transformando seres humanos em corpos atemporais e sem individualidade. Utiliza da fotografia para converter suas experiências pessoais e do cotidiano em imagens que trazem à normalidade o não convencional. Numa catarse visual, busca uma conexão entre seus temas e o espectador, procurando desnudar preconceitos pela exposição das diferenças.

Conversamos com Ale Ruaro para sabermos mais sobre o seu novo projeto chamado Identidade Brasileira, que busca fomentar a discussão sobre diversidade de identidade de gênero. O que está acontecendo justamente em um momento em que no Brasil – e não só aqui – essa discussão vem sendo controlada e fortemente atacada.

Frases como “meninos vestem azul e meninas vestem rosa” que são disparadas como verdades fixas e universais dão o tom da atual complexa conjuntura em que estamos. A frase carrega em si não apenas uma afirmação conservadora e reacionária, mas sim é um bombardeio direto contra as pessoas que rompem com a lógica da cis e heteronormatividade. Não é só sobre cores, é sobre controle. É sobre quais corpos podem existir e quais não.

Retratos projeto identidade Brasileira, Mostra de Fotografia Sp, 2018/2019

Identidade Brasileira sugere ruptura do status quo. Com retrato de pessoas que escapam dos padrões, classificações e normas hegemônicas da sociedade, o projeto colabora para que a discussão não se apague ou se apequene. Serão aproximadamente 50 retratos de diferentes pessoas.

O ponto de partida do projeto para Ale Ruaro foi a sua própria experiência e por escapar do que se entende por caixa do homem. Muito cedo se envolveu com as artes e tinha muitos amigos gays o que não era bem recebido pela família. Assim, foi exposto ao pior da masculinidade tóxica, machismo, LGBTfobia e outras formas de violências.

O incomodo virou material para seus trabalhos. Em 2011 começou a produzir projetos que envolvessem temas que são considerados tabus pela maioria da sociedade, justamente por ter experienciado a violência da ignorância. Ale Ruaro acredita que quanto mais esses temas controversos são vistos, “mais normal ficará aos olhos da maioria“, explicou.

Trabalhar a temática da diversidade de gênero no Brasil de 2019 é criar estratégias e táticas de preservação em uma sociedade que tenta silenciar debates e diálogos. Ciente disse, Ale Ruaro explicou que:

“Neste projeto eu estou cuidando muito com a questão da nudez, porque não quero que tenha motivos para não quererem expor, esse é um trabalho que tem que ser visto por crianças, por pessoas de todas as idades, então estou fazendo esses retratos com essa pegada bem clássica e Black and White que é para mostrar uniformidade ao conjunto de imagens. “

É visível que o trabalho traz também uma forte discussão modificações corporais. Ale Ruaro nos contou que entende a modificação corporal como uma arte e completou dizendo:

“Incluir algumas pessoas com modificações neste projeto é importantíssimo porque a modificação corporal está entre nós, é uma arte e é julgada por ignorância, por isso tem que ser visto, o ser humano só acha normal o que está acostumado a ver.”

Sobre os desafios e a importância do projeto na atual conjuntura. Ale Ruaro disse:

“Sob meu ponto de vista é muito importante esse projeto, temos que usar a arte para nos expressarmos através dela, e fotografia é a arte que eu escolhi para me comunicar. Eu documentei o bdsm durante alguns anos, fotografei prostituição, cito esses dois projetos porque eu escutei muitas pessoas importantes do mercado falando que queriam publicar, expor mas nunca ninguém o fez então agora eu vou por outro viés que são meus retratos, que acho potentes e que são feitos para serem apreciados e não para chocar, acho que é mais fácil comunicar assim.”

É urgente que criemos novos contextos para seguirmos existindo. Diversos, plurais e sortidos.

CONTATOS
https://www.aleruaro.com.br/
https://www.instagram.com/aleruaro/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About FRRRK Guys