Selecionamos 10 comentários sobre o novo trailer de Sauntering que você precisa ler…

0 Flares 0 Flares ×

Flip Couto e T. Angel nos bastidores de Sauntering.

 

Boa noite!
Boa noite!

Quando se fala de redes sociais sempre recomendamos que não se leiam os comentários. Pois bem, dessa vez a nossa recomendação será diferente, leiam os comentários, todos eles. Vamos lá…

É verdade que – para nossa completa surpresa – o 2º trailer de Sauntering viralizou no Facebook. Pelo caminhar da carruagem, antes do ano acabar um total de meio milhão de pessoas terão assistido ao nosso vídeo somente via Facebook. É óbvio que é muito legal – e até um pouco assustador – ver o nosso trabalho sendo acessado por tanta gente e de tantos lugares ao redor do mundo. É a primeira vez em onze anos que algo do tipo acontece. Mas a nossa alegria não é apenas em relação aos likes e compartilhamentos e aos números que conseguimos alcançar em poucos dias, mas com a reação extremamente positiva da audiência. Explicamos…

O nosso trailer apresenta um pouco dos assuntos que iremos tratar nos episódios que chegarão em 2018. E aqui é onde explicamos o porque da nossa surpresa, nosso vídeo parte das modificações corporais e em curtos seis minutos fala sobre representatividade, autonomia, diversidade, racismo, classes, HIV, educação e suspensão corporal. Sem firulas, fica tudo claro feito água do que estamos a tratar, com textos e imagens e corpos e vozes. E para nossa total surpresa, os discursos de ódios foram tão poucos e fracos que acabaram por ser engolidos e muito bem digeridos pela sensatez e ternura. E até pela paciência de tentar abrir diálogos com quem visivelmente não quer o mesmo. 

E você deve estar a pensar: mas vocês estão dentro das bolhas de proteção de seus grupos. Nós pensamos isso também no início. Mas veja, quando percebemos que o vídeo havia passado de 100 mil visualizações, já não tínhamos mais esse controle, a nossa bolha não havia sido perfurada, e sim estourada completamente. O nosso trabalho estava apenas ali, circulando, girando, caminhando e nos trazendo como retorno as melhores reações que não poderíamos nem ao menos esperar (por conta da quantidade de pedrada que tomamos ao longo da vida). E falamos não só das reações escritas. Houveram aquelas tantas reações que não eram ditas e sentidas por nós, como as pessoas seguindo tudo o que era relacionado com o trailer. Ao nosso entendimento foi: deixe-me ficar mais perto. E ainda um pouco e outro mais. E nós, do lado de cá, apenas tentando – quando possível individualmente – responder: se acheguem mais é disso que precisamos, afetos, oceanos de afetos. 

O mundo – principalmente o virtual – não é um lugar fácil para se habitar, mas tem horas que ele nos surpreende e nos traz na porta de casa, novas razões para acreditar. Não estamos sozinhas. Vocês não estão sozinhas. Juntas somos invencíveis!

Confira abaixo 10 comentários que selecionamos sobre o nosso trailer.










São dez comentários de centenas e centenas que estamos a receber. E como a cereja do bolo não poderia faltar, houveram os comentários das pessoas que não são adeptas das modificações corporais ou da suspensão, que não acham bonito e que até sentem um certo desconforto com a suspensão especificamente e, ainda assim, tratando tudo com o maior respeito. Uma aula de cidadania e de abraço as pluralidades humanas em suas totalidades. 

 

O mundo pode ser um lugar melhor, vamos juntas fazendo as nossas partes. Juntas. Juntos. Juntes.
Fazendo as nossas partes. Nosso mais sinceros agradecimentos. 

Caso não tenha assistido ainda, dê o play (com legendas em inglês). 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.