Suspension Attack mobilizou profissionais e entusiastas da suspensão corporal no Brasil e no mundo

0 Flares 0 Flares ×

 

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato e Barriga – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza, Eder e Etc – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

#Leeds Airlines – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

 

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

 

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

 

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

 

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

Como anunciamos por aqui anteriormente, dois mil e doze começaria quente no que diz respeito às suspensões corporais, principalmente com a convocatória aberta para participação do Suspension Attack Brasil 2012.
Pois bem, na última segunda-feira – para começar a semana bem – as ações aconteceram e para alegria geral, mobilizou não só os brasileiros, mas também profisionais e entusiastas de outras partes do globo.
Não importa qual a área que você trabalhe ou se empenhe em desenvolver determinada tarefa, a união entre pessoas traz uma outra potência e acredite colabora muito com mudanças positivas. O Suspension Attack é um exemplo disso, através da união e da paixão pela suspensão corporal uniu pessoas de diferentes – e distantes – pontos do mundo para uma única causa. Para alguns pode ser bobeira, para nós é sinal de maturidade e elevação.
Acreditamos que a ação fala por si só. Ela ensina só da gente olhar e observar quanta energia foi colocada nisso tudo.
Obviamente que se todos ou a grande maioria das pessoas envolvidas com suspensão no Brasil participassem, os resultados seriam ainda melhores. A gente fica pensando – e lamentando –  em como nenhum profissional – dos muitos bons que temos – da capital de  São Paulo não participou? Como assim? Claro que cada um deve ter o seu motivo e não estamos aqui para ser juízes de nada, mas ainda assim e sem medo de repetir: como não participaram?
Pela nossa experiência com eventos e por sabermos que não é algo exclusivo do meio da suspensão, mas sim uma situação que infelizmente está presente em toda área,  tem sempre aqueles que preferem ficar sentados apontados defeitos e erros. Honestamente não temos espaço para isso aqui, até mesmo porque a ação foi a sua maneira tão bonita e tão envolvente. Ainda que tenhamos acompanhado só virtualmente, vibramos com cada imagem que pipocava nas redes sociais.
Foram as mais diversas suspensões, algumas aconteceram na segurança de casas e também tiveram aquelas que foram dar a cara a tapa nas ruas, o que achamos incrível!
A sensação é a de que deixamos os porões undergrounds e ganhamos ou no mínimo reinvindicamos a validade da suspensão corporal como uma prática cultural.
Fica aqui as nossas congratulações para todos os envolvidos, vocês nos deram uma aula de humildade, paixão pela suspensão e união, estamos agradecidos por isso. Ano passado quando a gente estava decidindo se seguiríamos com o nosso trabalho aqui, saber dessa ação foi uma das coisas que nos motivou a continuar e seguir a diante. Ver os resultados agora é a comprovação do quanto vocês nos encheram de vida. Somos gratos por isso!
Em breve voltaremos a falar sobre esse dia marcante para todos nós. Por enquanto, confira as fotos de algumas suspensões que aconteceram. Estamos orgulhosos!

Max Alves – Umuarama – Paraná

 

 

 

 

 

 

 

 

Laura Paravato – Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uai Fly BH – Belo Horizonte – Minas Gerais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Thiaguinho Piercer, Luana Piercer, Prii Karoline e André Ripka – Curitiba – Paraná

 

 

 

 

 

 

Renan Muza – Jundiaí – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rafael Tiede – Sorocaba – São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

Evgeniya Georgieva – Alemanha

Corvo Piercer – Joinville – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ralado Piercer – Timbó – Santa Catarina

 

 

 

 

 

 

 

Arseniy Andersson – Rússia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolf Buchholz B – Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

Pirao Piercer, Anderson Souza Ferreira, Johannes Rocha, Andrekorn Piercer   – Salvador – Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Scott Creel – Estados Unidos da América

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

Deixe uma resposta