Entrevista exclusiva com o Bodymoded Punky An exclusive interview with Bodymoded Punky

0 Flares 0 Flares ×

Fotos: arquivo pessoal de Bodymoded Punky

1459666_606355849424245_89202883_n

A bochecha dele pode ser grande, mas cuidado, o seu preconceito sobre as modificações corporais pode ser infinitamente maior.

Gostaria de começar essa matéria reproduzindo um comentário que fiz em um grupo sobre body modification do Facebook. A pauta, que começou de uma forma bastante madura, era sobre os big cheeks do moço, sinalizando que a conversa deveria ser sobre o procedimento e não por julgamento estético. Como é possível imaginar, pouco ou bem pouco se falou do procedimento e o que ficou foi um bombardeamento de julgamento mesclado com censura, bem típico das redes sociais. Foi então que eu me manifestei dizendo que esperaria que não houvesse preconceito com modificações assim, principalmente dentro da própria comunidade da modificação corporal. O preconceito realmente sempre existiu (e se modificou de tempos em tempos), mas nem por isso ele precisa ser reforçado, alimentado e sublinhado, e novamente digo, principalmente dentro da própria comunidade da modificação do corpo (como frequentemente tem acontecido). Dizer que pelo preconceito ter sempre existido temos que – de certa forma – dar de ombros, me parece uma postura derrotista e ao mesmo tempo muito próxima de uma perspectiva neoliberal: “as coisas sempre foram como são e nunca vão mudar”. Não, as coisas mudam e nós, como sujeitos históricos, temos que lutar para que as mudanças aconteçam. E que aconteçam para melhor se possível.


Eu penso sim no preconceito que ele sofre, por mais que ele próprio possa estar cagando pra isso. Discordo totalmente que o preconceito não atinja a maioria das pessoas com modificações extremas, acho que na verdade uma minoria dê de ombros e realmente não se afete pelo preconceito. A maioria se importa, repudia, sofre e cada um (a sua maneira e inclusive através do próprio corpo) tenta romper com isso. O preconceito é uma forma de opressão e de violência. Por isso eu novamente digo, desculpa ser repetitivo, não dá para simplesmente dar de ombros. Uma vergonha ver e sentir a opressão dos próprios pares, como tem sido tão frequente.

Por favor, entendam, não estou dizendo que todas as pessoas precisam ou tenham que ter alargadores de 40 mm em suas bochechas, não é nada disso. O que estamos dizendo é que algumas pessoas querem esse tipo de modificação corporal, que algumas pessoas se sentem bem com isso e que nem eu, nem você e nem ninguém tem o direito de decidir por essas pessoas e tão pouco medir o grau e nível de satisfação pessoal com os seus corpos.

Pensando nessa situação e em como lidamos mal com a alteridade do outro, fui ao encontro do jovem Joel, conhecido como Bodymoded Punky. Ele muito atenciosamente aceitou fazer uma entrevista e com exclusividade compartilhamos com vocês agora.

T. Angel: Nome, cidade (onde vive atualmente e de nascimeno) e qual sua idade?
Punky: Meu nome é Joel Miggler ou o apelido Punky. Nasci em 1991 na cidade de Waldshut na Alemanha. Agora eu vivo em Küssaberg.

T. Angel: Quando você começou a modificar o seu corpo através de piercings, tatuagens, escarificações e etc?
Punky: Eu comecei com um alargador normal na orelha direita quando eu tinha 13 anos de idade. Minha primeira modificação foi um dragão Maia feito através de cutting nas costas.

227479_165115780214923_6644540_n 281761_184331174960050_4010813_n

T. Angel: Qual o tipo de modificação corporal você fez e qual você tem atualmente em seu corpo?
Punky: Eu tenho: 2x Antieybrow 1,2mm, 2x Big Nostril 15mm, Big Septum 9mm, Big Medusa 9mm, 2x Big Snakebites 16mm, 2x Big Cheeks 36mm, Horizontal Lip Surface 1,2mm, Tongue splitting, 2x Conch 1,6mm, 2x Outer Conch 1,6/9mm, 3x Streched Lobes mas eu não usa joia, transverse Lobe 8mm, Ear Cropping one split in left helix, 2x Nipple 1,6mm, 2x Deep Chest 8mm, Mayadragon-cutting nas costas, Microdermal no olho do dragão, Magnetimplant, PA 8mm, Frenum 1,6mm, Transcrotal 35mm, Anarquia-branding na minha bunda, Cutting abaixo do meio do meu peito, Gorillaztattoo na perna esquerda, braço e peito de black tattoo, não finalizei a tatuagem da mão direita com um blackwork geométrico, 2x Nascalinetattos na minha barriga.

1001719_557863254273505_885127007_n                                                                     (Deep chest piercing recém aplicados)

1150866_557863294273501_1465917504_n                                                                     (Cheeks após o corte de 10 mm)

T. Angel: Você trabalha como um modifier ou pensa em?
Punky:
Eu tenho vários empregos. Eu trabalho 100% em uma indústria comum de metais , além de produzir joias custom para piercing e estou aprendendo a perfurar e modificar corpos.

T. Angel: Piercing nas bochechas normalmente são problemáticos durante o processo de cicatrização. Quando você decidiu alargar os seus?
Punky: Depois de um mês do segundo corte.

2011                                                                               (2011)

T. Angel: Que tamanho eles eles estão hoje?
Punky: Estão em 36mm.

1902867_681877641872065_7999583068564328827_n                                                      (Cheeks em 36 mm)

1620639_645120542214442_563313492_n                                                      (cheeks em 30 mm)

T. Angel: Você pretende alargá-los mais?
Punky:
Sim, minha meta é 40 mm.

T. Angel: O que poderia nos contar sobre o procedimento que você escolheu e o motivo da escolha?
Punky: Danny do Rock the Body Studio em Baden (CH) foi o primeiro a fazer o corte inicial para 10mm. Antes disso eu estava por quatro anos com 1,6 mm nas bochechas. Depois de três meses que eles cicatrizaram completamente fiz um novo corte para 18 mm. Este cicatrizou em um mês. Então, eu alarguei para 22mm em etapas de 1mm. Depois disso cortei para 30 mm, em direção da boca para tirar a pressão, e eles não deformaram tanto como quando eu somente alarguei.

Eu escolhi esse método porque eu conversei com muitas pessoas que tinham começado alargar suas bochechas e todas disseram que tiveram muitos problemas e a maioria havia parado com esse projeto. Então, nós começamos experimentar aumentar cortando as bochechas. Em Phuket no Festival Vegetariano eles cortam e alargam as bochechas de modos bem extremos, então por que nós não podemos fazer isso também?

O Danny não usou pontos, somente joias de teflon. Faça o corte inicial de no mínimo 8 mm. Quando você faz um corte inicial menor ele nunca irá cicatrizar completamente ou demora muito tempo. Faça um corte grande para diminuir a pressão. Porque bochechas sempre causam problemas quando elas têm pressão. Danny já fez um corte inicial de 17 mm para um plug de 10 mm e tornou usável uma joia com 22 mm.

O grande risco é quando você danifica suas glândulas salivares, elas vão cair o tempo todo. Os nervos não são o problema. Eles são somente nervos que crescem novos em dois ou três meses. A área onde você pode cortar é entre o músculo da mandíbula e o músculo orbicular da boca.

1907314_683621455031017_5943439127621714433_n 1512403_683621425031020_1614706633942984113_n

T. Angel: Existe alguma curiosidade sobre seus big cheeks que você gostaria de compartilhar conosco?
Punky: Não, na verdade não. Eles alargam muito rapidamente agora, porque eles foram cortados três vezes.

10269579_683621178364378_2783063944395291196_n

T. Angel: Uma das discussões atuais dentro da comunidade da modificação do corpo é sobre as pessoas bastante jovens (adolescentes) que estão fazendo modificações corporais extremas. O que você pensa sobre isso?
Punky:
Eu não tenho nada para dizer sobre isso.

T. Angel: Eu tenho a impressão que mesmo dentro da comunidade da modificação corporal nós temos pessoas conservadoras e tentando banir ou depreciar pessoas que fazem modificações extremas. O que você sente sobre isso?
Punky:
A maioria dos comentários online são negativos, mas eu não ligo para o que as pessoas dizem.

1003464_545747588818405_76405822_n

T. Angel: Você sentiu algum tipo de exclusão ou depreciação por parte de pessoas modificadas?
Punky:
Das pessoas relacionadas com a modificação extrema não, do normal perfurado|tatuado sim.

T. Angel: Você tem mais planos para modificar o seu corpo?
Punky: Sim, claro! O próximo seria: implantes sub e transdermais, nulificação de mamilos, implantes genitais e duplo split em minha glande.

1157468_557863214273509_1502742316_n                                                                    (Anarco branding na nádega de Punky)

T. Angel: Quem (ou que) te inspira?
Punky: Nada me inspira e nem ninguém. Eu somente gosto de jogar com meu corpo e sangue.

T. Angel: Como eu te disse antes, nós somos um website brasileiro sobre a cultura da modificação corporal. Gostaríamos de saber se você conhece alguma coisa da cena brasileira (profissional, pessoa, evento, etc..).
Punky: Não, realmente não.

T. Angel: Deixe algumas palavras para as pessoas que provavelmente vão ler isso?
Punky: Eu posso comer e beber como as pessoas normais fazem. A joia não toca o meu dente. Eu consigo dar pequenas mordidas, assim como antes.

10167956_683621381697691_4488031998411616306_n

________________________

ENGLISH VERSION

Photo: Bodymoded Punky’s file

1459666_606355849424245_89202883_n

His cheeks can be big, but be careful, your prejudice against body modification can be infinitely bigger.

I’d like to start this article, reproducing a comment that I did in a group called Body Modification on Facebook. The topic, which began in a very mature way, was about the big cheeks of this boy. It was warning and asking that the conversation should be about the procedure and not for aesthetic judgment. As you can imagine, little or almost nothing was said about the procedure, and the conversation runned bombing through judgment merged with censorship, so typical of social networks.

So, at that time, I expressed myself telling that I’d expect for no prejudice with modifications like that, mainly inside own body modification community. Actually prejudice always existed (and changed from time to time), but even so it doesn’t need to be strengthened, nourished and underlined, and once again, mainly inside own body modification community (as it’s frequently happenning). To say that by prejudice have always existed we should – somehow – to shrug, sounds like a defeatist attitude and in the same time very close to a neoliberal perspective: things have always been as they are and never will change. No, things change and we, as historical subjects, must to fight for changes really happen. And it can happen for better, if possible.

Yes I think about the prejudice he’s suffering, even though he own can be shitting about that. I completely disagree that the prejudice don’t strike the most of those people into extreme body modifications, otherwise I think the minority of this group really don’t care and don’t be reached by the prejudice. The most of them care, repudiates, suffer and each one (by their own way, including through their own bodies) try to break up it. The prejudice is a form of oppression and violence. Therefore I say again, and sorry for being so repetitive, it’s impossible just shrug. It’s shameful to see and to feel oppression from our own pairs.
Please, understand, I’m not saying that every single person needs or must to get 40 mm on cheeks, it isn’t about that. I’m saying that some people want this kind of body modification, some people feel fine with that, so neither me, nor you and no one have the right to decide for these people or even measuring the degree of personal satisfaction of them with their bodies.

Thinking about this situation and also about how bad we deal with the alterity of the others, I went to meet the young Joel, well known as Bodymoded Punky. He very kindly agreed to do an interview and now, we exclusively share with you.

 

 

T. Angel: Name, city (currently living and born), age…
Punky: My name is Joel Miggler or nickname Punky. I was born in 1991 at german city Waldshut. I live now in Küssaberg.

 

T. Angel: When do you start to modify your body through piercings, tattoos, scarification and so far?
Punky: I started with stretching my normal left lobe with the age of 13 years. My first mod was a maya dragon cutting on my back.
227479_165115780214923_6644540_n 281761_184331174960050_4010813_n

T. Angel:What kind of body modification you have done and what you currently have in your body?
Punky: I have: 2x Antieyebrow 1,2mm, 2x Big Nostril 15mm, Big Septum 9mm, Big Medusa 9mm, 2x Big Snakebites 16mm, 2x Big Cheeks 36mm, Horizontal Lip Sureface 1,2mm, Split Tongue, 2x Conch 1,6mm, 2x Outer Conch 1,6/9mm, 3x Streched Lobes but I wear no jewelry. Transverse Lobe 8mm, Ear Cropping one splitt in left helix, 2x Nipple 1,6mm, 2x Deep Chest 8mm, Maya dragon-cutting on my back, Microdermal in the eye of the Dragon, Magnet implant, PA 8mm, Frenum 1,6mm, Transscrotal 35mm, Anarchy-branding on my Ass, Cutting under the midle of my chest, Gorillaztattoo on left leg, Right arm and Chest full blacktattoed, not finished Right Hand Geometric Blackwork, 2x Nascalinetattos on my stomach.

1001719_557863254273505_885127007_n                                                                     (Deep chest piercing after procedure)

1150866_557863294273501_1465917504_n                                                                     (Cheeks after 10 mm cut)

T. Angel: Do you work as a modifier or think to?
Punky: I have several jobs. I work 100% in a normal Metal Industrie job, besides I produce custom piercing jewelry and learnig to pierce\modify.

T. Angel: Cheeks piercing usually are problematic in the healing process. When did you decide to stretch yours?
Punky: After one month from the second cut.

2011                                                                               (2011)

T. Angel: How big is it now?
Punky: They’re with 36mm.

1902867_681877641872065_7999583068564328827_n                                                      (Cheeks  36 mm)

1620639_645120542214442_563313492_n                                                      (cheeks 30 mm)

T. Angel: Do you want to stretch it more?
Punky: Yes, goal sizes is 40mm.

 

T. Angel: What could you tell us about the procedure you choose and why do you choose it¿
Punky: Danny from Rock the Body Studio in Baden (CH) first make an initial cut to 10mm, before that I were 4 years with 1,6mm Cheek. After 3 months they healed complete and I make next cut to 18mm. This healed in 1 Month. I streched then to 22mm in 1mm steps and make at last a cut to 30mm, in the way to the mouth for take the presure from the mouth and they will not so heavy deformed like when I only streched this.

I choosed this method, because i talked with many peoples who started to stretch their cheeks and all said they have a lot of troubles and the most of them stopped this project. So we started the expieriment large cutted cheeks. In Phuket at the vegetarian vestival they cutted and streched their cheeks really extreme, so why can’t we make this too?

Danny used no stiches only teflon jewelry. Make the initial cut at the minimum of 8mm. When you make a smaller initial they will never healed complete or takes a long time. Make a big cut for low presure. Because cheeks always make trouble when they have presure. Danny make a inital cut of 17 mm for 10mm plug and take jewelry with 22 mm wearable.

The big risk is when you damage your salivary glands, they will drops every time. The nerves are no problem. They are only nerves and grow in 2-3 month new. The area where you can cut is between the jaw muscles and the musculus orbicularis oris.
1907314_683621455031017_5943439127621714433_n 1512403_683621425031020_1614706633942984113_n

 

T. Angel: There’s some curiosity about your big cheeks would you like to share with us?
Punky: No, not really. They streched now really fast, because they were cutted 3 times.

10269579_683621178364378_2783063944395291196_n

T. Angel: One of the currently discussion inside body mod community is about people very young (teenagers) making extreme body modifications. What do you think about it¿
Punky:
I have nothing to say about this.

 

T. Angel: I have the impression even though inside body modification community we have people into conservadorism and trying to ban or depreciate people who are into extreme body mods. What do you feel about it?
Punky:
The most of the comments online are negative, but I don’t care what other people say.

1003464_545747588818405_76405822_n

T. Angel: Did you feel any kind of exclusion or depreciation from modified people?
Punky: From heavy moded people not, from normal pierced/tattoed yes.

 

T. Angel:Have you more plans to modify your body¿
Punky: Yes, fore sure. The next would be transdermal/subdermal implants, nipple nullo, genital implants and double split my glans.

1157468_557863214273509_1502742316_n                                                                                               (Anarch branding)

T. Angel: Who (or what) inspires you?
Punky: Nothing inspires me and nobody really. I only enjoy to play with my body and blood.

 

T. Angel: As I told you first, we are a brazilian website about body modification culture. We would like to know if you know something about Brazilian scene (professional, people, events, etc)?
Punky: No, not really.


T. Angel: Leave some words to people who probably will read it?
Punky:
I can eat and drink like normal people. The jewelry don’t touch my theeth. I only can take smaller bites as before.

10167956_683621381697691_4488031998411616306_n

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.