‘Mostra outra coisa’ acontece em São Paulo no próximo fim de semana

0 Flares 0 Flares ×

 

10491990_10202086080573238_2505829708134864636_n

A mostra tem por intuito o compartilhamento de trabalhos de novos criadores do cenário artístico paulistano. Com ênfase no trânsito entre a dança, o teatro e a performance, a mostra busca subverter tais categorizações, promovendo um espaço no qual outros modos de fazer e pensar a criação são possíveis.Em sua primeira edição, a mostra conta com a participação dos artistas residentes da 4ª edição da plataforma “Exercícios Compartilhados“. Sob a orientação geral da coreógrafa paulista Adriana Grechi, cada um dos artistas participantes elaborou sua própria proposta, compartilhou interesses e práticas artísticas, e indagou em grupo questões ligadas ao foco investigativo, à experimentação, à corporeidade, à invenção de presenças e à dramaturgia.

 

A Casa do Cactus é um Laboratório Cultural Experimental nascido em 2014 voltado para a pesquisa e divulgação de novos modelos culturais, juntando profissionais de diferentes áreas da produção artística e intelectual. Temos o objetivo de ser um ponto de encontro para a comunidade, oferecendo ao público uma experiência do panorama cultural contemporâneo. Acreditamos na troca e criação transdisciplinar, visando novas possibilidades para o futuro.

Giovanni Pirelli | produtor cultural Casa do Cactus

 

TRABALHOS EM MOSTRA

 

_______________

Lineker | #estudosparadivinarse

Tentativa de (des)construção de um corpo que possui como único habitat possível uma estrutura heteronormativa, mercadológica e colonialista. Um corpo resultado de constantes castrações, repressões e mutilações, que resiste e pulsa incessantemente em busca de uma divindade interior, suprema. É a tentativa de vir a ser diva. Libertação da diva.

15 minutos

 

_______________

Thaís Di Marco | Sincericídio

É uma corporeidade que expressa diferentes velocidades da paradoxal e conflituosa relação entre a mente e o corpo.

Uma via expressa do corpo-mente que segue verticalmente para visão e opinião, horizontalmente para função e interpretação e circularmente para auto-descobertas ao vivo.

Processos de micro decisões baseadas em grandes/pequenas verdades que a mente utiliza para convencer o movimento do corpo. O processo contrário pode ser também observado, mas não descrito.

Alimenta-se de tudo e de todos, e qualquer estímulo é tragado e baforado antropofagicamente com um delay crítico, podendo ser ácido.

Homenageia artistas de todas as idades.

15 minutos

 

_______________

Nina Giovelli | Danças furiosas. Episódio dois: Casa do Cactus

Pesquisa continuada de urgencias e danças, buscando voltar a uma “vida coreografica primitiva” onde o corpo deseja e experimenta a dança.

ensaio o futuro, projeto uma dissidência, (des)atuo meus dramas.

Uma postura inadequada é a maneira que quero viver em uma cultura de adequação.

15 minutos

 

_______________

Luiza Meira Alves | Outros Ensaios

Uma busca – um ensaio incessante para o acontecer – no erro, no acerto, no vazio do abismo do <entre> – um corpo risível, um corpo ridículo, um corpo – um corpo quer, um corpo que não aguenta, um corpo – outra busca.

aprox. 7 minutos

 

_______________

Lúcia Kakazu | Oba nu Mun

*Tradução do Uchinaguchi (Okinawa –Japão): Oba – Avó

Nu – partícula que indica posse

Mun – Coisas, pertences

Um corpo que rememora e se constrói na ausência. Fluxo de gestos que nascem de cheiros, pertences e memórias.

aprox. 10 min

 

_______________

Mônica Lopes Galvão | Esvair

Matéria que se desfaz, deixando as imagens ruírem uma após a outra, no instante presente. escoar, deixar vazar de um acontecimento a outro no corpo. solitude que se mostra em um corpo que quer mas não pode, na oposição entre ceder e resistir ao tempo das coisas. Ação de desfazer-se ou evolar. esgotar-se, extinguir-se.

aprox.  10 minutos (ou 1 hora – versão com pó de tijolo)

 

 

_______________

Túlio Rosa | Erótico, pode ser?

Algo entre entre uma brincadeira fetichista, um experimento comercial, uma pesquisa de imaginários e um inventário de performatividades alheias.

Ps: pode conter álcool e outras práticas proibidas para menores de 18 anos.

Ps II: não é tudo isso que você está pensando.

Duração Indefinida

 

 

_______________

INSTALAÇÃO FOTOGRÁFICA

_______________

Fernanda Toscano Bloise e Caio Zanuto | Raízes em Ruínas

Um corpo que interage com um lugar-não-lugar, projeta nos ossos da modernidade as ruínas do atravessamento da realidade recriada através da dispersão poética do olhar e do movimento.

 

SABADO 19.07.2014

INGRESSO R$ 5,00

20H – Abertura da Casa

22H – Primeira performance

02H – Fechamos a Casa

 

CASA DO CACTUS rua Banibas, 866 | Alto de Pinheiros | SP

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.