O garoto que removeu um pedaço do nariz…

0 Flares 0 Flares ×

Foto: reprodução / Emilio Gonzalez 10411233_753008881419191_4048601844232800212_n
No dia 29 de Novembro o body modifier venezuelano, Emilio Gonzalez, divulgou em sua conta do Instagram um de seus novos trabalhos. A imagem mostrava um garoto que teve parte de seu nariz removido e, aparentemente, já estava em um estado avançado de cicatrização. Antes da imagem que mencionamos e que vem circulando pelas redes sociais, Emilio havia publicado uma prévia no dia 04 de Novembro (foto acima), onde mostrava apenas a marcação no nariz e não falou muito a respeito. Talvez seja a data em que o procedimento tenha ocorrido.

Muitas perguntas surgiram no ar e não se dissiparam completamente da minha cabeça… Talvez não só perguntas, mas curiosidades tamanhas. Automaticamente ao ver a imagem fui remetido à entrevista “Got your nose” publicada por Shannon Larratt em 01 de Abril de 2008 em que supostamente ele conversava com um homem que tinha amputado o nariz. Tudo não passava de mais um artigo da série “April fools”, algo equivalente ao nosso dia da mentira. Naquela ocasião não era verdade, mas agora tudo indica que sim.

Minhas conclusões mais breves… Penso que o garoto seja muito corajoso e que o Emilio Gonzalez seja o tanto quanto. Coragem não só por realizar o procedimento, considerando toda a complexidade e risco que ronda este, mas por assumir publicamente que o tenham feito. Falo isto pois é de conhecimento geral – e se não é, deveria ser – que existe uma espécie de porão onde todas as modificações corporais mais extremas devem ficar. Em outras palavras, um porão escuro e escondido onde as pessoas e os procedimentos mais extremos são forçados a ficar e em silêncio. Como se não existissem e não acontecessem. Forçados muitas vezes pela própria comunidade da modificação corporal.

Vejo que muitas pessoas se mostram chocadas com a decisão do garoto sobre o próprio corpo. Leio alguns comentários e penso no quanto a nossa sociedade é contraditória. Em uma perspectiva ampla, fazemos parte de uma sociedade em que a remoção de pedaços do corpo é hipervalorizada, atualmente o Brasil é líder mundial em cirurgias plásticas. Já em nosso micro recorte, não nos esqueçamos que fazemos parte de uma comunidade em que o corpo é perfurado, cortado, queimado e com inúmeros casos de remoção de partes (através de punch, scalp e amputação por si). Vejo as reações mais ofensivas e penso no tamanho de nossa contradição.

Para deixar claro, não acho que a remoção do nariz é uma modificação corporal para todas as pessoas, assim como qualquer outra também não. Não estou dizendo que todas as pessoas devam remover alguma parte do nariz, ou de qualquer parte do corpo que seja. Não estou tão pouco fazendo apologia para que as pessoas façam amputações, como quem corta a unha da mão. Estou apenas divagando sobre as práticas de se alterar o corpo e no efeito que elas – pontualmente as mais radicais – causam em nossa sociedade. Repito: estou apenas divagando.

Talvez o melhor a se fazer, seja acatar a recomendação de Emilio Gonzalez, “si no te gusta, no lo veas“.

REFERÊNCIAS

Brasil ultrapassa os EUA e se torna líder de cirurgias plásticas
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/07/1493030-brasil-ultrapassa-os-eua-e-se-torna-lider-de-cirurgias-plasticas.shtml

April Fools
http://wiki.bme.com/index.php?title=April_Fools

Got your nose!
http://news.bme.com/2008/04/01/got-your-nose-in-bmenews-publishers-ring/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.