Remoção de umbigo

0 Flares 0 Flares ×
Navel_(720x550conform-black)_1106

Trabalho de Luna Cobra.

Muitos anos atrás em uma conversa com uma amiga, falávamos sobre o que nos interessava sobre modificações corporais e naquele momento ela dizia que gostaria muito de remover o umbigo. Naquele momento a gente não sabia se era possível ou não, era só uma conversa sobre nossos interesses.

O tempo foi passando e dentro da comunidade da modificação corporal foram surgindo casos de pessoas que estavam removendo os seus umbigos, por exemplo, o venezuelano Emilio Gonzalez em 2006. Obviamente que alguns poucos casos, mas tive a sensação de ver aquela conversa ganhando vida. Hoje o assunto tem aparecido mais, mas não podemos falar ainda que é algo popular como a bifurcação da língua.

Foto: reprodução / BMEzine

Foto: reprodução / BMEzine

Em uma matéria publicada recentemente sobre a tatuadora Grace Neutral, ela conta sobre suas modificações corporais e diz ter feito a remoção de seu umbigo. Seu procedimento foi feito em 2012 por Luna Cobra. Há um breve relato e imagens no Modblog e você pode CLICAR AQUI para ler (em inglês). Abaixo tem um pequeno vídeo em que ela conta também sobre sua experiência com a técnica.

O procedimento é chamado em inglês de navel removal, em português remoção do umbigo e está dentro da categoria de nulificações. Alguns profissionais que já fizeram o procedimento e divulgaram publicamente são Samppa Von Cyborg, Luna Cobra, Matias Rata Tafel, Calm BodyMods e Dayks . Não temos conhecimento de brasileiros que já fizeram. Caso você tenha feito ou conheça alguém que já o tenha, escreva-nos.

 

71448_602534789801102_1416757267_n

Trabalho de Luna Cobra.

A tatuadora Scarlath Louyse tem bastante interesse no procedimento e tem feito uma pesquisa sobre o assunto. Foi para Argentina e se encontrou com o Rata para esclarecer suas dúvidas. O profissional contou que já realizou cinco vezes o procedimento em homens e que habitualmente não publica fotos nas redes sociais.

A fala de Rata vai de encontro com a nossa, quando dizemos que não seja uma técnica muito popular, os seus clientes não costumam pedir ou procurar pela remoção de umbigo. No entanto, o profissional argentino faz questão de reforçar que não é um procedimento simples e que as pessoas que têm interesse devem procurar profissionais capacitados. Conversamos com Aneta Von Cyborg – que trabalha com Samppa – que também sublinha que pessoas não capacitadas podem acabar criando uma cicatriz ou causando problemas maiores com infecção e até hemorragia.

Assim como toda e qualquer outra técnica de modificação do corpo, a remoção do umbigo é feita pelas mais diversas motivações. Grace diz na matéria que gostaria de ter uma aparência alienígena e por isso fez a sua remoção, outras pessoas fazem o procedimento pensando em posteriormente tatuar toda a região.

Tenha em mente que a remoção do umbigo é um processo irreversível, isto é, uma vez retirado nunca mais volta. Então, pensem bem e procurem profissionais capacitados.

tumblr_ml7864lFAy1s9fjjko1_500

Trabalho de Calm BodyMod.

 

11428598_846535245428232_406355197_n

Trabalho de Calm BodyMod.

 

CICATRIZAÇÃO

O processo de cicatrização leva em torno de dois meses, variando de pessoa para pessoa. É necessário um acompanhamento do profissional pelo menos nos primeiros vinte dias.

Abaixo temos imagens do trabalho feito por Samppa Von Cyborg em diferentes clientes e em diferentes estágios de cicatrização.

543615_10150850884517876_1557466087_n

Após 6 meses do procedimento. Foto: Samppa Von Cyborg

 

10704036_10152433700622876_4784395894662750818_n

Após 1 ano do procedimento. Foto: Samppa Von Cyborg

 

11896999_10153464017128930_688314254_n

Após 2 anos do procedimento. Foto: Samppa Von Cyborg

RISCOS

A remoção do umbigo não faz nenhum mal a saúde – desde que feito com bons profissionais e seguindo os protocolos de segurança e higiene – uma vez que não afeta nenhum órgão interno. O procedimento consiste em retirar toda a camada da pele até chegar na cicatriz do umbigo (lembre que o cordão umbilical foi cortado). São feitos cortes e suturas internas e externas para não causar cicatrizes depois, a ideia é ficar com a barriga sem marcas. Em outras palavras, o umbigo é retirado, raspado e posteriormente suturado.
Importante não confundir a remoção do umbigo com a umbilicoplastia. Enquanto a primeira técnica busca a anulação completa do umbigo, a segunda entra na categoria das correções estéticas.

Os principais riscos estão a hemorragia, contaminação, infecção e produção indesejadas de cicatrizes. Todos os riscos podem ser minimizados quando feito por profissionais experientes.

 

Por favor, siga-nos:
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.