Seminário ‘Saúde mental: inclusão e a arte do encontro’ acontecerá em São Paulo

0 Flares 0 Flares ×

Difundir a riqueza informativa dos documentos produzidos por instituições de saúde pública é o objetivo maior desse evento. Nesse seminário, especificamente, há destaque a reflexões baseadas em documentos de instituições criadas para o tratamento psiquiátrico.

Será apresentado também a transição dos paradigmas no cuidado em saúde mental: do choque à inclusão, e a história da constituição dos Centros de Convivência e Cooperativa-CECCOs, assim como sua especificidade e o lugar da arte no trabalho de inclusão social.

09h00 – Abertura
Fernando Padula Novaes (Coordenador do Arquivo Público do Estado de São Paulo)

Josiane Roza de Oliveira (Diretora do Museu Emílio Ribas – Instituto Butantan)

Dr. José Mauro Del Roio Correa (Coordenador Regional de Saúde Norte)

Mesa: Do choque à inclusão
09h30 – Loucura e tratamento: incursão nos arquivos clínicos do Manicômio Judiciário
Daniela Alessandra Uga – Doutoranda no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo/USP e Coordenadora do Curso de Psicologia da Universidade Nove de Julho.
 
09h35 – Terapias de choque e mecanismos de exclusão: uma análise sobre os prontuários médicos do Hospital do Juquery administrado por Pacheco e Silva
Gustavo Tarelow – Doutorando em Medicina Preventiva pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Pesquisador do Museu Histórico da Faculdade de Medicina da USP.
 
09h50 – A arte do cuidado como terapia contemporânea
Ricardo Rezende – Mestre em História da Arte pela ECA-USP, tem carreira centrada na área museológica e organização de exposições. Atualmente, é o curador do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro.
 
10h10 – Café com Arte
 
10h40 – Sobre a transição dos paradigmas no cuidado em saúde mentale o lugar dos CECCOs
Isabel Cristina Lopes – Psicóloga sanitarista. Idealizou e implantou os Centros de Convivência e Cooperativa (CECCOs) de São Paulo (1989 -1992).
 
11h00 – Arte e a cultura do encontro
Lilian Amaral – Artista Audiovisual, curadora e pesquisadora no campo da Arte Urbana Contemporânea e Patrimônio Cultural em contexto Latino Americano e Europeu. Pós-Doutora em Arte, Ciência e Tecnologia pelo IA/UNESP e Universidade de Barcelona/ES. Professora de Pós-Graduação em Arte e Terapias Expressivas IA/UNESP.
 
11h20 – Implantação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no território de Pirituba / Perus (desde 2013)
Adelheid Margarida Molnar Pasetti – Fonoaudióloga / Especialista em Saúde Coletiva. Assessora de Gestão Participativa – Coordenação da Supervisão Técnica de Saúde de Pirituba / Perus.
 
11h40 – Debate
12h20 – O que fazer sem os arquivos?
12h40 – Visita à exposição e apresentação cultural
13h00 – Encerramento
 
LOCAL
Auditório do Arquivo Público do Estado de São Paulo
Rua Volutários da Pátria, 596 – Santana
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.