Tatuagem também é assunto de museu!

0 Flares 0 Flares ×

Fotos: T. Angel

Talvez muitas pessoas adeptas da modificação corporal no Brasil não tenham uma consciência da importância sócio-cultural que o fato de modificar o corpo seguido de suas respectivas técnicas, representa para a história do nosso país.
Alterações corporais que marcam um grupo, uma sociedade. Marcas que serão utilizadas num futuro (que pode ser amanhã), para melhor entendimento de atos e fatos que nos constituem como “inconstantes” seres-humanos, sociais e culturais.

Não é necessário ser do meio da modificação corporal para conhecer o progresso que houve nas técnicas e até mesmo sobre as quebras de tabus sobre o tema.
Temos como um bom exemplo, a antiga marginalização acerca da tatuagem e dos tatuados, que nos deixou algumas seqüelas, mas quase insignificantes, quando nos remetemos as décadas de 50, 60 e comparamos com a nossa sociedade atual.
Partindo desse pressuposto e com a idéia de difundir ainda mais a história brasileira de tatuagem, Elcio Sorrentino Sespede, conhecido por todos como Polaco, desenvolveu a idéia de montar o primeiro e único museu brasileiro de tatuagem.

O único museu no Brasil desse segmento é totalmente independente e foi fundado em 2004. Atualmente conta com a ajuda da museóloga Cecília na coordenação e, para formação do acervo, além de utilizar itens próprios da história profissional do Polaco, conta também com a doação de outros profissionais e amigos, que assim como ele, também tem interesse em colaborar com o museu e contribuir com a história da tatuagem no Brasil.

São diversos itens que compõem o acervo, de quadros originais do primeiro tatuador do Brasil, o dinamarquês Lucky à itens do venerado artista Horiyoshi e, ainda reportagens, séries de desenhos, máquinas de tatuagem e etc.
Polaco diz que seria importante uma mobilização maior dos profissionais colaborando com o acervo e até mesmo um apoio de algum órgão estadual, para que o museu realmente pudesse se desenvolver. Como um desabafo, ele diz que existe um ligeiro preconceito somado de um descaso de alguns tatuadores, por haver uma ligação do museu ao seu nome.É importante colocar, que o museu é patrimônio de todos aqueles que se interessam e que fazem parte, de uma forma ou de outra, da história da tatuagem no Brasil. Não se trata de um museu exclusivo sobre a vida profissional do Polaco, no entanto, não podemos descartar que ele faz parte dessa história e que vem colaborando ativamente desde 1981 para o desenvolvimento da tatuagem no Brasil.

O museu fica localizado no centro de São Paulo e para conhece-lo,
basta agendar uma visita.

Informações:
Museu Brasileiro de Tatuagem

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×

About T. Angel

No cenário da modificação corporal brasileiro desde 1997, inicialmente como entusiasta e posteriormente atuando no campo da pesquisa. Parte de seu trabalho está incluso no livro "A Modificação Corporal no Brasil - 1980-1990" e grande parte depositada aqui no FRRRKguys.com.br.